quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

2008

2008 está acabado. Algures no mundo já passou até!

Quando é assim é tempo de balanços.

Não costumo fazer muitos balanços, mas a verdade é que 2008 foi um ano muito bom.

Consegui atingir mais do que os objectivos a que me tinha proposto.

Olha até inimigos arranjei... E essa talvez seja a nódoa de 2008. Não gostei de certos ataques pessoais que me fizeram nas lides ciclísticas. O ambiente já não é tão aprazível como era back in the old days.

Essa pausa da época fez-me reflectir. Pondero afastar-me. Novas metas me proponho no próximo ano e uma coisa é certa: será diferente.

Mas muita coisa boa teve também 2008. E a melhor foi sem dúvida mudar de casa. Um sonho antigo para quem quer viver uma vida independente.
Uma meta que me propus atingir e consegui. A vida deu outras voltas também mas no final tudo se encaixou e a tranquilidade é a palavra que fica neste fim de 2008.

Hoje há festa. Celebremos a entrada de 2009. Com o pé direito, com o esquerdo ou com os dois. Não importa. Importa sim enfrentarmos os nossos desafios e sobretudo atingi-los.

Tudo de bom para 2009!



Um abraço




.

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Porque é Natal...

Porque é Natal deixemos certas coisas de lado.
Esqueçamo-nos que temos divergências e formas de pensar diferentes.
Deixemos de lado a hipocrisia e o mal estar.

Por um momento concentremo-nos em partilhar com aqueles que gostamos, este tempo festivo, este motivo de alegria.

Aproveitemos o frio para ficarmos mais juntos.

E degustando um licor caseiro, numa roda viva de conversa, apreciemos o facto de partilharmos a saúde, a alegria e a paz.

Simplesmente por ser tempo de Partilha, simplesmente por ser Natal...



Feliz Natal!




.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Mandas tu ou mando eu?

Acho que ando cada vez mais rezingão. É o que me dizem os que me rodeiam.
Reclamo e barafusto e sobretudo não deixo que mandem na minha vida.

Isso então nem pensar! Na minha vida mando eu e na de cada manda quem quiser. A submissão da nossa vida às necessidades dos outros pode até ser uma atitude altruísta, mas eu não posso com isso. Livres é o que somos todos. A não ser quando somos putos e aí não há volta a dar. :)

Sou fã dos S.O.A.D. ou seja dos System Of A Down. Será isto por isto que reclamo? Foo Fighters e Offspring também estão num lugar especial. Vou virar punk?

Acho que não.

Também se virasse tinham alguma coisa a haver com isso???? Claro que não!!!

Bem me parecia...



Abraço



.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Quando for grande quero ser... Governador...

Sim governador! De preferência de um Banco Central. E dum país à beira da recessão tipo Portugal!

Realmente não há muitas palavras para qualificar a forma como se deixa que um simples governador de um banco central, que de onde a onde emite algumas opiniões, seja tão bem pago.

Já há uns anos que sabia o que ele ganhava. Sim senhor confira: Vitor Constâncio vale uma remuneração anual de perto de 250 mil euros, ou seja, cerca de 18 vezes o rendimento nacional per capita!

Até aí tudo bem. Mas repare-se que aqui há uns anos, quando Alan Greenspan era presidente da FED (Reserva Federal Norte Americana) ganhava uns míseros 140 mil euros anuais. Mas pronto os portugueses são mãos largas.

A diferença e claro a razão do maldizer tem a ver com o cargo. Num rácio importância/competência/remuneração. Aí somos como sempre uma república das bananas.
Alan Greenspan quando falava, o mundo parava. Lembro-me dos mercados mundiais ficarem em suspense até que o homem falasse! E bem, afinal de contas representa a economia mais forte do mundo.

E o nosso Governador? O mundo pára para ele falar? Controla taxas de juro? Não me parece. Pior ainda, dá mostras de não ter sido competente e de se agarrar ao tacho. Meteu água na supervisão do BPN e passa ao lado a assobiar. Está mal.

Está mal o dinheiro que ganha para o rácio da sua importância/competência.

O nosso país é assim mesmo. Estamos na cauda da Europa em tudo. Aquilo que não estamos é no pior. Veja-se o número de deputados no parlamento e o quanto ganha o Governador do Banco de Portugal.

Como dizia o saudoso Pessa: "E esta, hein?"


Abraço


.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

A greve e a Estrela

Hoje é dia de greve. Sim claro a greve dos profs! No meu tempo era raro mas quando havia era porreiro! Não havia metade das aulas e era só brincadeira. Neste caso parece-me que será mais ou menos a mesma coisa. Não discuto a razão ou não dos professores na sua greve. Penso que num país livre e democrático é normal.

A parte do país livre é que já não sei. Portugal é governado por um governo sui generis.

Aí há uns dias a Manuela F. Leite disse que era bom acabar com a democracia durante 6 meses para se fazer as reformas. Foi praticamente assassinada com palavras a pobre senhora!

Afinal de contas não vivemos numa ditadura? Ora vejam lá qual a diferença entre uma maioria absoluta e uma ditadura? Pois... O bom é que se pode escolher sempre outro ditador...

E se a PSP fizer visitas a algumas escolas na véspera de uma greve acham normal?

Eu também não.


Tal como me parecia O CR7 ganhou a Bolinha de Ouro. Já disse o que tinha a dizer sobre ele. A estrela que falo é outra.

Num país de futebol e futebol como Portugal, o ciclismo é terceiro ou quarto plano. A não ser em escândalos de doping ou se o Benfica tiver equipa.

Sendo um verdadeiro fã da modalidade, vou acompanhando o que se passa pelo mundo fora. Enquanto não chega o Tour Down Under em Janeiro, vão se preparando as equipas e claro que a Astana este ano está em pleno destaque.

Encontrei por acaso o Twitter do Lance Armstrong.


http://twitter.com/lancearmstrong





Enfim para quem quer acompanhar o dia a dia, dê uma vista de olhos. Eu por mim só espero uma coisa: que ele não deite a perder as vitórias que teve.

É o que lhe peço, se é que me é permitido pedir...



Abraço



.